Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

A Cosmogonia Bíblica

                            A Cosmogonia Bíblica



    ''Apesar de não ser um livro científico a Bíblia não emite nenhum conceito errôneo acerca da formação do universo. Sua doutrina cosmogônica tem sido corroborada por cientistas das mais diferentes especialidades.

    Por causa das absurdas interpretações do catolicismo romano, a Bíblia sofreu impiedosas investidas de muitos ‘sábios segundo o mundo’. Tacharam-na de retrógrada e alienígena. Iluministas e renascentistas, dando excessiva ênfase à razão, considerando-a um livro anacrônico.
    O Livro dos livros, entretanto, continua atual, mostrando, em todas as épocas, sua contemporaneidade, seus conceitos, imbatíveis, sua cosmogonia lógica e plausível.


1. A Matéria Original

    Existiu, realmente, o que os gregos denominaram de matéria original? Caso tenha existido, como podemos identificá-la? Como a Bíblia se posiciona a respeito?

Vejamos, em primeiro lugar, como os helenos encaravam a questão da matéria original:

Anaximandro, pertencente à Escola Jônica, defende que o mundo teve origem a partir de uma substância indefinida: o ‘’apeiron’’ em grego, sem fim.

Para Tales de Mileto, era a água o elemento do qual todos os demais são originários. Ele foi levado a posicionar-se, dessa forma, explica Aristóteles, depois de observar a presença da água em todas as coisas.

Anaxímenes de Mileto afirma ser o ar o princípio de tudo. Até o fogo, argumenta, depende do ar.

Acreditava Heráclito estarem todas as coisas em constante mudança. Tudo corre,tudo flui, ensinava. Se o cosmo transmutava-se sem parar, para onde caminhamos? Se a ordem física altera-se indefinidamente, em um futuro próximo seremos precipitados em um mensurável abismo. A teoria heraclitiana em vão tenta explicar-nos o surgimento do mundo.

Cria Empédocles serem quatro os elementos originais: ar, água, terra e fogo. Mais tarde, essa tese seria esposada por Aristóteles e, por mais de vinte séculos, foi tida como dogmática. Platão não a aceitava: Diz ele:’’ os quatros elementos parecem contar um mito, cada um o seu, como faríamos às crianças’’.

Anaxágoras declara o seu credo. O universo é formado por diminutas partículas. Para o pensador de Clazomena, elas podem estar em estado inanimado ou não.

Leucipo, Principal representante da Escola Atomística, aperfeiçoada por Demócrito, apregoa serem todas as coisas, inclusive a alma, composta por corpúsculos, invisíveis a olho nu. Esses corpúsculos são conhecidos como átomos.

Alguns pensadores gregos, todavia, aproximaram-se timidamente do Criacionismo bíblico.

Pitágoras de Samos, em seu cego devotamento pela matemática, aponta Deus como a Grande Unidade e o Número Perfeito. Dele, aduz, nasceram os mundos e o homem.

Fundador da Escola Eleática, Xenófanes mostra-se monoteísta. Não hesita em desprezar a mitologia helena, por crer que o Universo é obra de Deus, do único Deus.



O que diz a Bíblia acerca da Matéria Original?

   O autor da Epístola aos Hebreus escreve: ‘’Pela fé entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem’’ (Hb 11.23).

Pela fé, apenas pela fé! Ousaria alguém fazer semelhante afirmação? Os escritores sagrados descartam, radicalmente, a existência de uma matéria original. Para eles, todas as coisas foram criadas, simplesmente, pela palavra de Deus.

No Areópago, Paulo mostra-se convicto ante os filósofos epicureus e estóicos: ‘’O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe... ’’ (At 17.24). Homem de fé assevera aos exigentes helenos que, do nada, do não-ser, o Todo Poderoso fez os Céus e a Terra.

Os gregos, durante séculos, receberam de seus sábios as mais desencontradas e absurdas idéias acerca do aparecimento do universo. O apóstolo, contudo, rejeita-as e expõe-lhes as mais cristalinas verdades concernentes à gênese do Universo.

É muito importante ao homem saber sua origem e a de seu habitat. Mostremos, pois, aos que jazem em trevas, ser Deus o Criador do Universo. Mostremos, acima de tudo, ser Deus rico em misericórdia e que, não obstante seu imenso poder está pronto a receber-nos por intermédio de Jesus Cristo!''
                                                                                                                            


                                                                                               
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...